Depois de ter passado anos e anos praticamente esquecido, a Clive Christian resolveu resgatar o perfume Nº1, classificado como “o mais caro do mundo”.

perfume mais caro

O frasco dessa nova edição é realizado em cristal Baccarat, assim como o modelo da versão original. Sua fabricação é limitada, e vendida a clientes seletos. A tampa do perfume tem pequenos diamantes brancos e um aro ouro de 18k, e é uma reprodução da coroa da Rainha Vitória.

Em 1872, a Rainha Vitória da Inglaterra pediu ao perfumista que servia sua corte um perfume que misturasse fragrâncias de flores com aromas das madeiras e resinas orientais.

O perfumista recorreu então ao Monsieur Rimel, um parisiense radicado em Paris, famoso e cheio de prestígio graças aos seus cosméticos e a uma pequena invenção que fazia o maior sucesso na alta sociedade: o rímel ou máscara de cílios.

Para ajudar o perfumista da corte da Rainha Vitória, o senhor Rimel viajou para Paris onde se reuniu com alguns dos melhores perfumistas da época. Depois de um ano de testes, pesquisas e alquimias, a Rainha finalmente recebeu seu perfume. Um sonho de aromas doces e cálidos, embriagantes porém sutilmente elegantes, batizado de Nº1 Imperial Majesty.

Esse perfume acabou virando um dos mais míticos do mundo. Aliás, a empresa White Star Line, proprietária do Titanic, decidiu dar uma miniatura dessa maravilhosa fragrância a todas as damas que viajavam na primeira classe do navio.

E digo “damas” pois as mais jovens não receberam esse presente, reservado apenas às mulheres mais maduras, que inclusive usavam a miniatura como pingente de colar para que todo mundo visse que elas faziam parte desse seleto grupo presenteado.

A composição do perfume levava mais de 200 ingredientes, como uma variedade de 170 rosas cultivadas exclusivamente no Egito e na Bulgária, sândalo indiano, jasmim árabe, baunilha do Taiti, óleo de vetiver, ylang-ylang, óleo de cardamomo, lírios e orquídeas.

O sândalo usado no perfume é a parte mais nobre e velha da madeira da árvore, cuja exploração e comercialização são controladas pelo próprio governo indiano para evitar sua extinção.

O processo de fabricação de cada frasco leva aproximadamente um ano.

Existem duas versões para o perfume: a feminina e a masculina. Apenas 1000 frascos de 30 ml de cada versão são produzidos por ano, e custam ao redor de 500 libras esterlinas ou 2 mil reais cada.

no. 1 nº1 clive christian imperial majesty perfume

Em 2006, Clive Christian criou exclusivos, limitadíssimos e numerados frascos de 500 ml do cobiçado perfume. Dos 10 frascos fabricados, 7 foram vendidos a colecionadores privados pelo módico preço de 195 mil euros, ou 630 mil reais (aproximadamente).

3 ainda se encontram na companhia; 1 foi cedida para exibição na Harrod’s de Londres; outra, para a Bergdorf Goodman em Nova Iorque; e a terceira viaja o mundo numa exposição itinerante.

O que você acha do “perfume mais caro do mundo”? Vale a borrifada?

Anúncios